Glúten: sim ou não?

Glúten: sim ou não?

com ou sem glútenNos últimos tempos popularizou-se a ideia de que o glúten é responsável pelo ganho de peso e que uma dieta gluten-free seria ideal para o processo de emagrecimento, o que fez com que a exclusão da proteína na alimentação virasse moda entre algumas celebridades. A verdade é que ele está presente em alimentos fonte de carboidratos, que quando consumidos em excesso prejudicam o equilíbrio calórico e cortar seu consumo leva naturalmente a uma redução da ingestão de calorias e assim, a uma possível redução de peso. Mas este efeito não está diretamente ligado à retirada do glúten e sim à retirada de alimentos com maior densidade energética.

A nutricionista Mariana Nacarato, da Equilibrium, respondeu várias questões para tirar todas as suas dúvidas e assim desmistificar o tema:

– O que é o glúten e em quais alimentos é encontrado?
É uma proteína presente naturalmente em cereais como o trigo, centeio, cevada e aveia. Alimentos ou receitas que tenham esses grãos ou farinhas na lista de ingredientes, como um molho branco feito com farinha de trigo, por exemplo, também tem glúten. Assim como em pães, bolos, biscoitos, massas e cervejas.

– Retirar o glúten da dieta não emagrece necessariamente?

Por exemplo, uma pessoa que comia um pacote de biscoitos no lanche da tarde ao iniciar uma dieta gluten-free passa a comer uma fruta e emagrece. Naturalmente ela está ingerindo menos calorias e o emagrecimento será reflexo dessa troca e não da retirada da proteína necessariamente. Se ela simplesmente trocar o biscoito de farinha de trigo por um biscoito sem glúten, certamente não irá emagrecer devido a essa mudança específica.

– Quais as principais diferenças entre um pão com e sem glúten?
Esses pães têm texturas diferentes, pois o glúten confere elasticidade e características específicas à massa, resultando em um alimento leve e aerado. Pães gluten-free costumam ser mais secos, “pesados”, pouco aerados e normalmente possuem baixa aceitação.

– Pão é o produto com mais glúten?
Outros produtos de panificação, como bolos e biscoitos, que utilizam farinha de trigo contém a mesma quantidade de glúten como os pães mais consumidos, como francês e de forma.

– O que é doença celíaca?
A Doença Celíaca é desencadeada pela ingestão de glúten por algumas pessoas que não toleram a proteína no intestino. O consumo da proteína por essas pessoas leva a um processo inflamatório crônico do intestino, prejudicando absorção de diversos nutrientes importantes para o organismo. Estima-se que cerca de dois milhões de brasileiros têm essa doença do sistema imunológico, o que corresponde a 1% da população. Geralmente aparece na infância, nas crianças com idade entre 1 e 3 anos, mas pode surgir em qualquer idade, inclusive em adultos e existe também uma tendência genética.

– Como é uma dieta para celíacos?
É totalmente adaptada, pois é necessário cortar o consumo de alimentos que fazem parte do hábito da maioria das pessoas. Conceitualmente parece simples, mas as mudanças na dieta são substanciais e têm um efeito profundo sobre a vida do diagnosticado. Para os celíacos, alimentos como: pães, bolos e massas devem ser substituídos por versões sem glúten, à base, por exemplo, de farinha de arroz, milho, fubá, fécula de batata, polvilho. Porém esses alimentos nem sempre estão disponíveis em restaurantes, padarias e festas, por exemplo, e isso pode limitar e afetar o convívio social. Frutas, verduras, legumes, tubérculos como batata, mandioca, mandioquinha; castanhas, sementes, leite e derivados podem e devem fazer parte da alimentação também.

– Quais cuidados devem ser tomados pelos celíacos?
Além de retirar os alimentos mais clássicos que contenham trigo, centeio, cevada e aveia; é preciso ficar atento à lista de ingredientes e ao rótulo de todos os itens industrializados, e só consumir produtos que tenham os dizeres “NÃO CONTÉM GLÚTEN”. Apesar de não possuírem os cereais na sua composição, alguns podem ter traços de glúten por contaminação cruzada que pode ocorrer desde o plantio, colheita, armazenamento e até mesmo no uso de equipamentos compartilhados, onde se processam ingredientes com e outros sem a proteína. Por isso, a leitura do rótulo dos alimentos é de extrema importância para os celíacos. Para algumas pessoas, inclusive, é necessário ter utensílios de uso exclusivo, como: panelas, torradeira, assadeiras etc.

– O que muda no corpo em uma dieta com ou sem glúten?
A retirada do glúten só trará benefícios para quem tem doença celíaca. Ao descobrirem a doença e seguirem uma dieta específica, os celíacos deixam de consumir essa proteína que é irritativa e prejudicial para o intestino deles. Dessa forma, o intestino passa a funcionar melhor e sintomas intestinais decorrentes da má absorção, como distensão abdominal, diarreia, dor de cabeça e fraqueza vão desaparecendo. A pessoa passa a ter mais energia e fica mais disposta, mas isso apenas se ela apresentar a doença e seguir uma alimentação equilibrada.

– Retirar o glúten da dieta melhora a qualidade de vida? Por quê?

Certas pessoas possuem a auto percepção de serem sensíveis ao glúten e ao retirá-lo da dieta se sentem muito melhor. Porém muitas vezes essa melhora não é comprovada cientificamente e pode ter sido influenciada e induzida pelo que a pessoa acredita. A retirada de alimentos pode gerar estresse, pois existem muitas barreiras, incluindo a disponibilidade de produtos, custo e segurança dos mesmos. Essa restrição acaba atrapalhando e muitas vezes limitando o convívio social, especialmente em situações onde a comida está envolvida, como festas e comemorações. A pessoa pode se isolar com receio de comer certos itens e gerar uma preocupação excessiva com a alimentação, o que não é saudável. Por isso, a retirada do glúten só é indicada para quem realmente precisa, os celíacos.

– Quais os riscos para um não-celíaco que tira o glúten da alimentação?
Uma dieta sem glúten pode levar à ingestão inadequada de vitaminas do complexo B, fibras e ferro, bem como comprometer a saúde do intestino. Muitos alimentos gluten-free são pobres em fibras, importantes para a saúde do coração, o funcionamento do intestino e para a saciedade. Além disso, tendencialmente, pessoas que seguem essa restrição comem mais carne, queijos e ovos, devido à falta de disponibilidade de itens à base de cereais. O alto consumo desses alimentos pode aumentar o colesterol. Sendo assim, uma dieta desequilibrada pode contribuir para o ganho de peso e outros problemas de saúde, além do risco de desenvolver ansiedade pela angústia induzida pela dificuldade de seguir uma dieta gluten-free. A preocupação excessiva com a alimentação também pode levar ao desenvolvimento de um transtorno alimentar.

– Quais os benefícios para um não-celíaco que retira o glúten da alimentação?
Muitas pessoas ao seguirem uma dieta gluten-free passam a comer mais vegetais, legumes, frutas, castanhas e menos produtos industrializados. Esses alimentos são ricos em vitaminas e minerais e podem colaborar para a manutenção da saúde e a vitalidade. Porém, esses benefícios não estão atrelados a retirada do glúten, e sim a inclusão ou aumento do consumo desses itens. Portanto, eliminar do cardápio os alimentos que contém esta proteína sem que haja uma necessidade real pode trazer consequências negativas para a saúde.

 

*Imagem ilustrativa. Entrevista e informações fornecidas pela assessoria de imprensa.

Cia do Mel – Entrevista

Cia do Mel – Entrevista

cia do mel

A Cia do Mel foi a segunda empresa que me mandou doce para experimentar logo no começo do @oquetemdesobremesa, depois de eu relatar a decepção com um pão de mel ruim que comprei. Eles são de Campinas e me mandaram os pães de mel por correio. Chegaram inteiros e em uma embalagem super linda, preta com laço pink! O chocolate por fora era bem durinho, quase como um bombom de pão de mel. O recheio era leite condensado cozido, ainda bem molinho, muuuito gostoso! Convidei a Catie pra responder a entrevista e adorei a história dela, principalmente porque nutricionistas costumam ser tão radicalmente contra açúcar e ela resolveu trabalhar justamente com doces!

1 – Por que escolheu trabalhar com doces? Conte um pouco da sua história, por favor.
Quando pequena, o livro que eu mais gostava era João e Maria. Aquele que se perderam na floresta e encontraram uma casa cheia de doces. Eu ficava imaginando como era gostosa essa casa…cresci e me formei em nutrição. Trabalhei em algumas empresas mas os doces não saiam da cabeça. Um belo dia testei uma receita de pão de mel e presenteei algumas pessoas. Hoje, quase 3 anos depois, minha agenda está cheia!!! Cada dia é um prazer produzir os pães de mel..

2 – Você come tudo que faz? Com que frequência?
Sempre pesquiso muito a respeito do assunto. E, como nutricionista, degusto o produto final para saber se está dentro do padrão.

3 – Qual foi a melhor sobremesa que você já comeu? E a pior?
Adoro sobremesas, fica bem difícil escolher uma que eu mais gostei.

4 – O que sempre tem de sobremesa pra você?
Sempre tenho de sobremesa meus pães de mel. Em todos os formatos e sabores.

Quem quiser conhecer mais sobre a Cia do Mel e seus pães de mel deliciosos pode entrar no blog, no Facebook ou no Instagram deles!

Benditto Brigadeiro

Benditto Brigadeiro

Benditto brigadeiro

A Letícia da Benditto Brigadeiro teve um super incentivo da avó quando era adolescente para vender doces e começar a ganhar o seu próprio dinheiro. Tentou seguir outra carreira, como contadora, mas a vontade de trabalhar com doces falou mais alto. Ainda bem, porque os brigadeiros dela são realmente muito gostosos!

1 – Por que escolheu trabalhar com doces? Conte um pouco da sua história, por favor.
Quando criança, entre meus 12 e 17 anos de idade segundo a minha avó, eu tinha que aprender e ver o quão difícil era ganhar o meu próprio dinheiro. Então, vendo que eu gostava de fazer doces, resolveu me incentivar comprando os ingredientes para que eu fizesse e vendesse, sem nunca cobrar nada pela matéria prima, somente para eu sentir a dificuldade. Aquilo me deixou com uma vontade muito grande de ter uma doceria, que por incrível que pareça, eu tinha muitos clientes, alguns ainda me perguntam dos doces.
O tempo passou e o destino me levou a procurar novos caminhos, entre eles o de ser Contadora.
Há mais ou menos dois anos sonhei que tinha uma brigaderia… era o desejo se aflorando novamente, embora eu já tivesse uma profissão regulamentada. Pois bem, não levei a sério.
Há cerca de um ano, fui visitar uns amigos, resolvi levar meus brigadeiros gourmet de presente e postei no facebook. Não poderia ter feito coisa melhor. Meus amigos amaram os brigadeiros e as pessoas começaram a encomendar, indicar e quando fui ver virou minha segunda profissão, mas com grande possibilidade de se tornar a primeira, porque amo brigadeiro, faço tudo com muito carinho, dedicação e muita satisfação.

2 – Você come tudo que faz? Com que frequência?
Sim, estou sempre comendo o que faço, para confirmar qualidade, sabor, etc. Mesmo porque eu não venderia nada que não comesse.

3 – Qual foi a melhor sobremesa que você já comeu? E a pior?
A melhor foi brigadeiro e a pior brigadeiro industrializado

4 – O que sempre tem de sobremesa pra você?
Com certeza brigadeiros gourmet de diversos sabores, chocolates e tortas de chocolate.

A Benditto Brigadeiro atende São Paulo e algumas cidades do interior também! Quem quiser saber mais pode entrar no Facebook ou no Instagram deles.

Adoro Brownie

Adoro Brownie

Adoro Brownie: Sabores S'mores e Nutella

Adoro Brownie: Sabores S’mores e Nutella

Quem viu a Tess da Adoro Brownie no programa Que Seja Doce na GNT? Ela é um amor e o os brownies dela são super gostosos! A gente entende que a pressão de um programa de tv, com uma cozinha que não é a que você está acostumada e com tempo estipulado não deve ser fácil mesmo né… Eu a conheci na Feirinha Gastronômica, em São Paulo. Vem conhecer um pouco mais sobre ela também:

1 – Por que escolheu trabalhar com doces? Conte um pouco da sua história, por favor.
Sempre gostei de fazer doces, mas somente por hobbie. Fazia para mim mesma. Quando decidi abrir um negócio, vi no brownie uma oportunidade de negócio.

2 – Você come tudo que faz? Com que frequência?
Se pudesse comeria todo o dia, toda hora! Mas sou atleta também e dou uma segurada nos doces. Uma vez por semana me permito comer doces e sempre como um brownie de doce de leite, que é o meu preferido. Já o brownie de whey protein eu como quase todos os dias.

3 – Qual foi a melhor sobremesa que você já comeu? E a pior?
A melhor sobremesa para mim é o chesecake de Oreo da Cheesecake Factory. A pior eu prefiro não comprometer ninguém. Mas não gosto das sobremesas em que adicionam gelatina.

4 – O que sempre tem de sobremesa pra você?
Chocolate amargo.

Quem quiser conhecer a Adoro Brownie pode entrar no site, no Facebook ou no Instagram.
O programa Que Seja Doce vai ao ar de segunda a sexta as 19h30 no canal GNT.

OBS: Também não gosto de mousse com gelatina ou torta com gelatina no recheio. Fico bem decepcionada quando vou comer um doce super bonito, mas quando ponho na boca vejo que a consistência é essa estranha de doce com gelatina e geralmente fico procurando o sabor…

Enrolado & Granulado – Entrevista

Enrolado & Granulado – Entrevista

enrolado & granulado

Nossa entrevista de hoje é com o Daniel, da Enrolado & Granulado (aliás, adoro esse nome, acho super fofo e criativo). Os brigadeiros não só são deliciosos, como são lindos e tem uma embalagem bem bonita também. A prova disso é que essa é simplesmente a foto mais curtida do @oquetemdesobremesa até hoje!!!

1 – Por que escolheu trabalhar com doces? Conte um pouco da sua história, por favor.
A ideia de trabalhar com doces e ser especialista na produção artesanal de Brigadeiros Gourmet para Festas, Eventos e Casamentos surgiu da harmonia entre meu espírito empreendedor e a vocação e tradição na cozinha de Natália Tosatto. A partir disso tínhamos certeza de que estávamos no caminho certo: abrir nosso próprio negócio no setor de alimentação. Em 2013, passamos mais de 6 meses testando receitas e estudando a fundo esse mercado. Nesse período elaborei o business plan, mudamos muita coisa e no primeiro trimestre de 2014 nasceu a Enrolado & Granulado Brigadeiro Gourmet. A partir daí, a cada dia nos entregamos mais para que esse sonho não pare de crescer.

2 – Você come tudo que faz? Com que frequência?
Ultimamente nem tudo, pois já comi muuuito! Mas é impossível resistir a uma colherada de brigadeiro direto da panela! Diria que a frequência é… A mesma frequência que passo e vejo uma panela pedindo para ser raspada!

3 – Qual foi a melhor sobremesa que você já comeu? E a pior?
A melhor sobremesa que já comi com certeza foi… Qualquer delicioso mousse de chocolate.
E a pior sobremesa foi: bolo de chocolate branco. Não gosto mesmo!

4 – O que sempre tem de sobremesa pra você?
Brigadeiros Gourmet da Enrolado & Granulado!!! Os melhores!!rs

Todo o cuidado com o planejamento fica evidente na qualidade do produto! Quem quiser conhecer mais sobre a Enrolado & Granulado pode entrar no site, no Facebook ou no Instagram deles.

 

PS: Ainda estou pensando quando uma panela de brigadeiro não pede pra ser raspada…

Brigadeiro de Copo

Brigadeiro de Copo

Brigadeiro de Copo

A entrevista de hoje é com a Roberta, da Brigadeiro de Copo. Acho que ela foi a primeira pessoa do Rio de Janeiro a me procurar, mais ou menos nessa época no ano passado. Eu ainda morava em São Paulo, mas o namorado, ou marido, ou Super Colaborador, nem sei mais, já estava no Rio. Eu vim pela primeira vez nessa época porque era aniversário dele. Ela viu que eu estava por aqui e quis me entregar o brigadeiro dela pra eu conhecer. Se não me engano dessa vez não deu certo e só conseguimos marcar na vez seguinte que eu vim. Ela é um amor e tem uma filhinha super fofa, que estava com ela quando foi me entregar.

1 – Por que escolheu trabalhar com doces? Conte um pouco da sua história, por favor.
Sou formada em publicidade e foi la na empresa que comecei a vender os brigadeiros do nada, levei para comer de sobremesa uma estagiaria minha pediu uma colherzinha e pronto ela me incentivou a vender e hoje sou o que sou, sempre fui apaixonada por doces e depois de uma festinha de uma amiga as vendas não pararam graças a deus! Hoje faço brigadeiro de copo, bolinhas de brigadeiro e cupcakes

2 – Você come tudo que faz? Com que frequência?
Depende do dia como para experimentar quando faço não tem jeito tem que provar!!!

3 – Qual foi a melhor sobremesa que você já comeu? E a pior?
A melhor foi e sempre é pra mim Tiramisu do restaurante Rascal a pior foi mousse de chocolate que parecia mais um creme do que mousse do restaurante japones Geisu

4 – O que sempre tem de sobremesa pra você?
Doce de leite com queijo e brigadeirosssssssss rsssss

Quem quiser conhecer o Brigadeiro de Copo da Roberta pode entrar no Facebook ou no Instagram!