Receita de Brigadeirão

Outro dia eu postei a entrevista da Fabriga, que faz brigadeirões gourmet, lá ela diz que o brigadeirão é um doce esquecido (injustamente, claro) e eu lembrei que realmente era um doce que eu tinha comido na infância e depois passado muitos anos sem comer. Se você não viu pode ver aqui. Bom, o que eu conheci quando era criança era diferente do que ela faz, porque não era gourmet, era de microondas! A textura e o sabor são outros, mas também muito bons, eu adorava. Quem fazia pra mim era minha tia, e ela ainda faz, mas agora pros netos!

Então vamos a receita de Brigadeirão da Vovó Lucinha?

Ingredientes:

1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 xícara de chocolate em pó
1/4 de xícara de açúcar
1 colher de sopa de margarina
3 ovos

Modo de fazer:

Bata todos os ingredientes no liquidificador, lembrando de não colocar o leite condensado primeiro, se não ele “gruda” e não mistura direito. Como vai açúcar eu acredito que o chocolate em pó tenha que ser chocolate mesmo, e não achocolatado. Mas, se eu só tivesse achocolatado em casa acho que tentaria fazer sem colocar o açúcar.
Unte uma forma de furo no meio própria para microondas e coloque a mistura do liquidificador.
Leve ao microondas por 7 a 10 minutos na potência alta, o tempo depende do seu aparelho. Acho que alguns até já tem uma tecla própria pra brigadeirão, mas a de pudim também deve funcionar.
Pra ter certeza dá uma chacoalhada na forma, se ainda estiver mole é só deixar mais um minuto.
Deixe esfriar um pouco e desenforme quando estiver morno. Aí é só jogar granulado pra enfeitar e comer como preferir, ainda morno ou gelado deixando na geladeira algumas horinhas.

É bem fácil e bem gostoso! Aproveita e faz agora no carnaval, usa granulado colorido e já entra no clima!

Entrevista Fabriga Brigadeirão Gourmet

A nossa entrevista de hoje é com a Tati da Fabriga Brigadeirão Gourmet, que faz brigadeirões maravilhosos! Como ela diz é um doce bem esquecido mesmo, eu pelo menos me lembro de uma tia fazer no microondas quando eu era criança, mas fiquei anos sem comer.

1 – Por que escolheu trabalhar com doces? Conte um pouco da sua história, por favor.
Depois de 15 anos atuando no mercado financeiro, nasceu a Fabriga. Abriu o espaço para reacender o gosto pela culinária e uma visão de trazer para o ramo de alimentação, um conceito novo, de um doce que estava esquecido injustamente, porque é muito gostoso.

2 – Você come tudo que faz? Com que frequência?
O desenvolvimento dos sabores e receitas são testadas por mim. São várias opiniões e degustações antes de ganharem as ruas. Depois de prontos, eu como nas ocasiões de sociais. Porque comer brigadeirão entre amigos e família é sempre mais gostoso.

3 – Qual foi a melhor sobremesa que você já comeu? E a pior?
A melhor sobremesa que já comi, é a que traz boas memórias. Além de um brigadeirão (rsrs) maravilhoso, comi um uma maxi carolina recheada com sorvete de nata e calda de chocolate em Portugal, num restaurante de uma cidadezinha chamada Óbidos.
A pior, difícil, mas não sou muito fã erva doce. Uma vez comi um mini tartelette de chocolate, pelo qual estava salivando, mas infelizmente na massa da havia um licor de erva doce, que azedou o clima.

4 – O que sempre tem de sobremesa pra você?
Sorvete. Amo.

Além de ser muito gostoso, me chamou muito a atenção a criatividade e a atenção aos detalhes. A embalagem te diz de qual lado é pra abrir, porque daquele lado tem uma abinha pra puxar a bandejinha em que está o brigadeirão pra fora da caixa, sem sujar o dedo nem estragar o doce! E quando a gente pensa em brigadeirão pensa no sabor chocolate né? Pois ela tem 8 sabores!!

Ficou curioso? Entra no site, no Facebook ou no Instagram pra conhecer melhor o trabalho dela.