símbolos da páscoaA Páscoa é uma data deliciosa, diretamente associada ao coelhinho e muitos ovos de chocolate, mas vamos conhecer um pouco mais sobre suas origens?

O dia de ganhar os esperados ovos de páscoa é o domingo, mas existem várias outras datas envolvidas, na chamada Semana Santa. O domingo anterior ao da páscoa é o Domingo de Ramos, celebração da entrada de Jesus em Jerusalém, e marca o início da Semana Santa. A Sexta-feira Santa lembra o dia da crucificação e da morte de Jesus, que foi condenado por se declarar como o messias que todos aguardavam. O Sábado de Aleluia é o primeiro dia depois da morte de Cristo, e como os judeus consideram que o domingo (dia santo em que se dá graças, ou aleluia) começa no entardecer do sábado, Jesus já teria ressuscitado  na noite de sábado. O Domingo de Páscoa é a data em que se celebra a ressurreição de Jesus Cristo, presenteando-se as pessoas queridas com ovos. Sabe por que?

O ovo é um símbolo de nascimento e de renovação da vida – e é disso que se trata a Páscoa. Para alguns povos antigos, como os romanos, os gauleses, os chineses e os egípcios, o ovo representava a forma do universo, por isso eles pintavam ovos de galinha que depois eram reverenciados em festas. No século XII o ovo passou a fazer parte da comemoração da Páscoa, mas só no século XV é que as pessoas passaram a presentear familiares e amigos com ovos, que eram bentos na missa do Domingo de Páscoa. No começo presenteava-se com ovos de verdade, especialmente os de galinha, depois passaram a ser de materiais como porcelana, vidro, madeira, papel e até casco de tartaruga! A substituição dos ovos decorados pelos de chocolate veio só no século XIX, inicialmente na Alemanha.

Quem traz os ovos de chocolate pras crianças é o Coelhinho da Páscoa, mesmo o coelho sendo um animal que não bota ovos! Acontece que o coelho já era símbolo de fertilidade desde o Egito antigo. Por se reproduzir rapidamente e gerar muitos filhotes, o animal representa a fecundidade e o renascimento, sendo comparado à Igreja que também pode ter novos discípulos sempre. A lenda do Coelho da Páscoa também começou na Alemanha e chegou no Brasil com os imigrantes alemães, entre 1913 e 1920. Na nossa tradição o coelhinho esconde os ovos coloridos em ninhos para que as crianças possam procurá-los como presentes de Páscoa.

 

* As informações foram fornecidas pelo jornalista e autor da série O Guia dos Curiosos, Marcelo Duarte, em parceria com a ABICAB.