Torta de morango

Torta de morango

torta de morangoFinalmente está chegando o frio e com ele a época dessas frutas maravilhosas, lindas, cheirosas e deliciosas, que combinam tão bem com qualquer sobremesa: os morangos! Pra comemorar escolhi uma receita de torta de morango, simplesmente porque eu amo! Se você também gosta vem ver como é fácil.

Torta de Morango

Ingredientes:
Massa:
1 xícara de farinha de trigo
1 gema
100 g de manteiga sem sal
2 colheres de sopa de açúcar
1 colher de sopa de fermento em pó
Recheio:
700 ml de leite
4 colheres de amido de milho
2 gemas peneiradas
1 e 1/2 lata de leite condensado
1 colher de chá de essência de baunilha (opcional)
Cobertura:
Morangos lavados e cortados ao meio
1 gelatina de morango

Como fazer:
Coloque a farinha em uma tigela, faça um buraco no meio, coloque todos os outros ingredientes e mexa até a massa ficar homogênea e lisa.
Forre o fundo de uma forma (já untada, se necessário) com ela, subindo para as laterais.
Faça alguns furos com um garfo para que não estufe.
Coloque no forno pré aquecido a 200 graus por 20 minutos ou até ficar dourada.
Para o recheio dissolva o amido de milho no leite em uma panela, junte as duas gemas já peneiradas, o leite condensado e a baunilha (se quiser). Leve tudo ao fogo e mexa até engrossar.
Deixe esfriar e então coloque por cima da massa já assada.
Faça a gelatina conforme a embalagem e coloque na geladeira.
Arrume os morangos por cima até cobrir todo o creme.
Quando a gelatina estiver começando a firmar, mas ainda estiver mole, coloque por cima dos morangos.
Leve para a geladeira até a gelatina firmar completamente.

Gostou dessa receita? Então acho que também vai gostar dessas: torta holandesa, torta alemã com doce de leite, sobremesa de morango, tortinha de pão de forma com creme de avelãs e morangos e petit suisse caseiro.

 

*Imagem ilustrativa

Como fazer Quindim

Como fazer Quindim

como fazer quindimMais um docinho bem típico das festas juninas e bem fácil de fazer em casa: o quindim! Eu gosto muito de quindim, apensar de não comer com muita frequência, se tiver outra opção acabo deixando ele de lado, mas quando como eu me lembro do quanto é gostoso! Se faz tempo que você não come também, sugiro que faça essa receita em casa!

Quindim

Ingredientes
10 gemas de ovo
50 g de coco ralado
1 vidro de leite de coco (200ml)
200 g de açúcar
manteiga e açúcar o suficiente para untar a forma

Como fazer:
Separe as gemas das claras. Coloque as gemas em uma peneira sobre uma tigela e fure as gemas para que escorram na tigela. Não pressione muito, deixe que escorram naturalmente. Esse processo é importante para que o seu quindim não fique com aquele indesejável cheiro de ovo.
Junte o coco ralado, o leite de coco e o açúcar nas gemas peneiradas e mexa somente o suficiente para misturar os ingredientes.
Unte uma forma com manteiga e açúcar. Despeje a mistura na forma untada e deixe descansar cerca de meia hora (pro coco se separar e o quindim ficar bem cremoso).
Leve ao forno pré aquecido a 180 graus, em banho maria (colocando dentro de uma outra forma com água quente), por cerca de uma hora e meia, depende do forno.
Para testar se está pronto veja se a parte de cima está dourada e espete um palito. Se sair limpo estará pronto.
Retire do forno e deixe amornar, mas não esfriar completamente. Desenforme o quindim ainda morno para que se solte facilmente e não quebre.

Dicas:
– pode usar forminhas de empadas também, seguindo o mesmo processo de untar e assar em banho maria.
– use as claras que não foram usadas para fazer outras receitas, como Pavlova, Suspiros, Marshmallow ou esse Suflê de Goiabada com Calda de Requeijão.

 

* Imagem do @oquetemdesobremesa

Emulzint lança linha Orquestra

Emulzint lança linha Orquestra

Emulzint lança Linha Orquestra de confeitaria fina
linha orquestra

A Emulzint, tradicional indústria holandesa fornecedora de ingredientes para panificação e confeitaria no Brasil, acaba de incrementar o seu portfólio ao lançar a Linha Orquestra, que reúne produtos para confeitaria fina de empresas de renome nacional e internacional – a colombiana CasaLuker, a holandesa Dobla, a belga Aldia e a brasileira Cromus.
Criada com o propósito de atender às necessidades dos chocolatiers, chefs, e patissiers, a Linha Orquestra reúne produtos de qualidade, permitindo que o profissional evidencie suas habilidades técnicas e sua capacidade criativa para surpreender os mais exigentes paladares.
“Assim como uma Orquestra, a confeitaria fina precisa de instrumentos afinados nas mãos dos melhores músicos, para uma execução perfeita da obra. Através da linha Orquestra, a Emulzint pretende oferecer ao mercado brasileiro excelentes matérias-primas fornecidas por parceiros certificados e reconhecidos nacional e internacionalmente”, afirma Anderson Cattoni, Gerente de Marketing da Emulzint.
A comercialização dos itens Aldia e Cromus será em todo o Brasil. Já as linhas Dobla e Casa Luker serão comercializadas nas cidades de São Paulo, Campinas e região.
Chefs
Para o desenvolvimento da Linha Orquestra, a Emulzint conta um Chef Pâtissier exclusivo, Gumercindo Dal’Acqua, e consultoria da Chocolatier Juliana Badaró. A empresa também contou com Chefs conceituados que desenvolveram receitas especialmente para o lançamento: Amanda Lopes, Arnor Porto, Emmanuel Hamon, Fabrice Le Nud, Lucas Liberatore, Marcelo Magaldi, Rafael Barros, Renato Blinder, Roberto Strongoli, Thiago Emidio e Flavio Federico.
Marcas na Linha Orquestra, da Emulzint:
CasaLuker
A Linha Orquestra possui nove tipos de chocolates da tradicional marca colombiana CasaLuker, quatro deles com denominação de origem.
Os chocolates CasaLuker são feitos com Cacau Fino de Aroma, que se diferenciam pelos aromas frutais, florais e pelas nuances de malte. São produtos feitos com os melhores cacaus do mundo – criollos e trinitários – sendo soluções ideais para os profissionais que querem inovar e oferecer aos seus clientes um sabor de chocolate incomparável, que ressalte a originalidade das suas criações.
A Colômbia, mundialmente conhecida por produzir os melhores cafés do mundo, produz também os melhores cacaus do mundo. Toda essa qualidade é fruto da paixão e cuidado que é depositado no processo de plantio e colheita das melhores variedades do cacau e na produção dos chocolates finos. A CasaLuker tem um compromisso com os produtores de cacau, instruindo-os quanto às melhores práticas de cultivo, colheita e processamento das amêndoas e garantindo a compra direta de sua produção.
Dobla
Os itens de decoração em chocolate Dobla para pâtisserie que integram a Linha Orquestra são: Palito Misto, Pluma ao Leite, Pluma Branca, Leque Misto, Placa Mista, Retângulo Misto, Mini Leque Misto, Mini Leque Rosa, Roseta Mista, Turitella, Pérola, Trufa Oca Branca, Trufa Oca ao Leite, Trufa Oca Dark, Kit de Palitos Sortidos e Kit de Leques e Palitos Sortidos. As confeitarias, buffets, hotéis e restaurantes poderão decorar seus doces e sobremesas com essas peças, deixando-os mais atrativos e extremamente saborosos.
Aldia
A Linha Orquestra tem os recheios premium de Framboesa, Blueberry e Cereja Aldia, reconhecida pelos altos padrões de qualidade e tecnologia. Eles apresentam alto teor de frutas, deixando o visual mais atrativo e imprimindo ainda mais sabor ao produto. Os recheios podem ser usados para criar incríveis combinações com creme confeiteiro, chantilly, creme légère, ganaches ou chocolate, ou seja, permitem inúmeras criações e formas de aplicação. Eles são ideais para tortas geladas, torteletas, mono porções, folhados e para o recheio de produtos levados ao forno.
Cromus
As bases laminadas para acabamento fino da Linha Orquestra são da marca brasileira Cromus, considerada uma das maiores fornecedoras de embalagens e bases laminadas para confeitaria do país.

 

* Informações e imagem da assessoria de imprensa

Maçã do Amor

Maçã do Amor

como fazer maçã do amorA Maçã do Amor com certeza é um dos doces mais lindos dessa época de festas juninas! Tão encantador que nem a turma do “fruta não é sobremesa” recusa! O grande truque é acertar o ponto da calda, mas não é difícil de fazer não, olha só:

Maçã do Amor

Ingredientes:
1 kg de açúcar
500 ml de água
1 colher de sopa de vinagre
1 colher de chá de cremor tártaro (opcional)
corante vermelho à gosto (em pó ou líquido)
12 maçãs (pequenas/médias)
12 palitos de sorvete

Como fazer:
Lave e seque todas as maçãs.
Espete um palito no centro de cada uma e reserve.
Passe um pouco de óleo ou coloque uma folha de papel manteiga em uma forma de alumínio.
Coloque todos os ingredientes em uma panela. O cremor tártaro ajuda a calda a ficar mais lisa e sem melar tanto depois de seca, mas é opcional.
Leve a panela ao fogo alto até começar a ferver, sem mexer em momento algum.
Quando começar a ferver diminua o fogo e deixe por mais cerca de 25 minutos.
Para testar o ponto da calda mergulhe um palito de sorvete na calda e pingue na forma. Pressione com o dedo e solte, se ela ficar sólida e fizer barulho ao bater de volta na forma estará pronta!
Desligue o fogo e comece a mergulhar cada maçã na calda. Retire a maçã girando para que a calda fique uniforme e evite a formação de bolhas.
Coloque na forma até a calda secar.
Não demore muito nesse processo porque a calda vai secando e endurecendo na panela também.
Dependendo de como for servir coloque em saquinhos plásticos ou em celofane e amarre com uma fitinha.

DICA: Também é possível fazer a calda da maçã do amor com groselha! Nesse caso use a mesma medida de água e não será necessário usar o corante, porque a groselha já é bem vermelha.

*Imagem do @oquetemdesobremesa

Suflê de Chocolate

Suflê de Chocolate

suflê de chocolateEstá querendo impressionar alguém? Quer fazer um jantar especial e terminar com uma sobremesa incrível? Que tal um suflê de chocolate? Parece difícil, mas é só prestar atenção em algumas dicas.

Suflê de Chocolate

Ingredientes:
5 gemas
100g de açúcar
140g de manteiga
150g de chocolate em pó
5 claras
Sal a gosto
Açúcar de confeiteiro (para decorar)

Como fazer:
Para começar, coloque o chocolate e a manteiga para derreter em banho maria (pode ser no microondas também, lembrando de colocar de 20 em 20 segundos para não queimar).
Bata as cinco gemas com cinquenta gramas de açúcar até ficar um creme claro.
Junte as gemas batidas com açúcar ao chocolate derretido com a manteiga e misture, mas sem bater muito.
Em seguida, bata as cinco claras na batedeira com uma pitada de sal.
Comece batendo devagar e vá aumentando a velocidade ao poucos.
Adicione cinquenta gramas de açúcar e tire da batedeira.
O momento de adicionar as claras ao chocolate é onde está a primeira dica importante. Coloque um pouco das claras primeiro e misture normalmente para amolecer o creme de chocolate.
Em seguida, acrescente o restante das claras e continue a mexer com cuidado, em movimentos circulares a partir do centro, ao mesmo tempo em que gira a tigela. É isso que vai garantir que a massa continue “aerada” e o seu suflê de chocolate fique leve depois.
Pincele os ramequins em que vai servir o suflê com manteiga e polvilhe com açúcar cobrindo bem o fundo.
Com uma concha, coloque a mistura nos ramequins até preencher cerca de 2/3 da altura, e leve à geladeira por alguns minutos. Assim o meio fica mais molinho.
Depois, leve por 15 minutos ao forno pré aquecido a 150ºC. O tempo pode variar de acordo com o seu forno, mas algumas dicas importantes aqui, o forno tem que estar pré aquecido e o ideal é que não abra até estar pronto. Ele estará pronto quanto tiver crescido e estiver firme e levemente dourado por cima (como se fosse um bolo, mas sem precisar estar seco no meio). O que faz ele murchar é o choque térmico quando sai do forno, então quando estiver nesse ponto desligue o forno, abra um pouco a porta e deixe o suflê lá dentro por alguns minutos.
Na hora de servir polvilhe o açúcar de confeiteiro com cima para decorar.
Se quiser sirva com uma bola de sorvete de creme.

 

*Foto desse site