Pudim de leite condensado no microondas

Pudim de leite condensado no microondas

pudim de leite condensado no microondas

Pudim de leite condensado é uma sobremesa que muita gente gosta, mas acha difícil de fazer por causa do banho maria. É o seu caso? Então vem que eu vou te mostrar como fazer pudim no microondas!

Ingredientes

Calda
1 xícara de chá de açúcar
1/2 xícara de água

Pudim
4 ovos
1 lata de leite condensado
1 lata de leite (usar a de leite condensado para medir)

Modo de preparo

Para fazer a clada você tem duas opções, no fogão e no microondas.

No fogão você deve misturar o açúcar com a água e levar ao fogo baixo em uma panela, sem mexer, até começar a ficar com um tom amarelado (âmbar). É só até começar mesmo, se passar o sabor fica amargo. Eu desligo o fogo nesse momento:

calda para pudim de leite condensado

No microondas você vai misturar os dois também e colocar em um recipiente de vidro. A maior dificuldade aqui é que você não consegue ver a cor que está ficando, e o tempo varia para cada aparelho. Fiz assim uma vez, fui colocando de um em um minuto, e no total deu dez minutos até eu achar que estava no ponto certo.

Bata no liquidificados os ovos, o leite condensado e o leite (quando for medir o leite aproveite pra mexer um pouco e diluir o leite condensado que sempre sobra na lata), por uns 2 minutos para tirar o cheiro do ovo.

Quando a calda estiver pronta unte uma forma de plástico própria para microondas com ela. Por cima despeje a mistura do liquidificador.

Leve ao microondas por cerca de 10 a 13 minutos, depende da potência do seu aparelho (alguns tem pudim na programação) e da consistência que você quer. Se deixar 10 minutos ele fica mais lisinho e mais mole, se deixar 13 ele fica com furinhos e mais firme.

Deixa na geladeira por pelo menos 4 horas antes de desenformar, se puder deixar mais, melhor.

Eu desenformei direto, só passando uma faquinha nas bordas e ele não fica tão bonito, como podem ver na foto que postei no @oquetemdesobremesa. Por lá recebi dicas para esquentar um pouco antes de desenformar o pudim de leite condensado, ou voltando um pouco no microondas (acho que menos de 1 minuto), ou em banho maria (colocar água quente em uma forma e encostar o fundo da forma do pudim na água quente). Ainda não fiz de novo para testar, mas acho que deve desenformar mais bonito, quem fizer me conta como ficou!

Ah, e pra quem prefere fazer do modo tradicional, tem receita aqui também!

10 bolos de casamento para se inspirar

10 bolos de casamento para se inspirar

Eu adoro inspirações de casamentos. Eu mesma nunca tive o sonho de me casar, mas já trabalhei em buffets, participando da realização do sonho de quem o tinha, e isso sim me fazia bem feliz! Não consegui me desligar totalmente e ainda gosto de ver algumas referências, principalmente dos doces né… Hoje escolhi 10 bolos de casamento para inspirar noivas (e noivos) que estão sempre pensando no grande dia! Esses são bolos “de verdade”, mas podem servir de referência para quem for fazer bolo cenográfico.Para quem não entendeu,  alguns buffets oferecem o bolo que os convidados vão comer, mas ele é um bolo retangular normal, então para fazer o cerimonial do corte é preciso um bolo cenográfico, desses bem bonitos, que fica bem mais barato que um bolo inteiro comestível. É possível também fazer uma parte cenográfica e uma camada, ou duas, de verdade.

1 – Mariza Doces

A Mariza Doces faz docinhos e bolos bem clássicos e com muito capricho.

bolo de casamento mariza doces

 

2 – Alessandra Tonisi

A Alessandra Tonisi faz diversos tipos de bolos, mas eu fiquei encantada com esse em off white, porque é clássico, mas com um toque diferente.

bolo off white alessandra tonisi

 

3 – Wondercakes

Pra mim o forte da Wondercakes são os bolos infantis, mas quem faz personagens tão perfeitos não faria menos nos bolos de casamento. Esse é todo rendado, com um trabalho super delicado, feito a mão.

bolo de casamento rendado wondercakes

 

4 – Casal Garcia Bolos

Empresa tradicional carioca, a Casal Garcia Bolos faz obras de arte como essa. Bolo super clássico, cheio de detalhes, lindo e imponente.

casal garcia bolos de casamento

 

5 – The King Cake

Acho que a palavra que melhor define todos os bolos da The King Cake é elegância. Eu gosto de bolos com flores assim, e reparei que está usando bastante esse tipo de noivinhos no topo, acho que é de cerâmica.

the king cake bolos para casamento

 

6 – Isabella Suplicy

Os bolos de casamento da Isabella Suplicy são sempre muito lindos. Esse é bem clássico, mas o que mais me chamou a atenção foi o fato de os noivinhos (também de cerâmica) não estarem no topo, e sim no meio do bolo, com um um contorno de flores ainda para destacar a posição deles.

isabela suplicy

 

7 – Danielle Andrade Sweet and Cake

Pra mim o forte da Danielle Andrade são as balas de coco recheadas e os bolinhos de aniversário, mas não podia deixar de falar desse naked cake. Acho que esse estilo “bolo pelado” combina muito com casamentos que tenham uma decoração mais rústica, cheia de detalhes fofos.

naked cake para casamento

 

8 – Le Jardin Secret

A combinação das flores com as frutas nesse naked da Le Jardin Secret é muito linda. Eu acho que é um bolo maravilhoso que foge totalmente do clássico, principalmente por ser naked e por não ser de massa branca.

naked cake le jardin secret

 

9 – La Passione

Mais um naked cake lindo, essa da La Passione é decorado só com flores tipo mosquitinho, sem frutas. A massa também não é branca, mas acho que pelas flores ele acaba combinando com uma decoração mais clássica também.

bolo de casamento la passione

 

10 – Lis Fonseca Sugarcraft

Pra terminar um bolo para noivas nada tradicionais… Um bolo de lousa, todo preto! O romantismo fica por conta da delicadeza das flores e do carinho nos recadinhos escritos. Esse a Lis Fonseca apresentou na Casar de Porto alegre esse ano (2015).

bolo lousa

 

Todas as fotos foram copiadas dos Instagram das marcas, que estão linkados no texto.

Tortinha de Pão de Forma

Tortinha de Pão de Forma

Sabe quando a gente está com vontade de uma sobremesa e até tem um ingrediente bem gostoso em casa, mas não sabe bem o que fazer com ele e não quer comer puro? Bom, pão de forma a gente sempre tem pra emergências né? Essa receita de tortinha de pão de forma é uma sobremesa bem fácil que pode resolver!

Os ingredientes basicamente são pão de forma, um pouco de margarina e o recheio que você quiser (tiver). Algumas semanas atrás eu fiz essa tortinha de pão de forma recheando com doce de leite e rodelas de banana (procura lá no @oquetemdesobremesa). Dessa vez foi com Nutella e morangos. Deve ficar bom também com brigadeiro, com ou sem frutas, com chocolate e marshmallow, confeitos de chocolate… E até com recheios salgados!

Tentei tirar fotos do passo a passo para facilitar.

1. Corte o pão de forma em círculos, pressionando um copo ou xícara.

tortinha de pão de forma

2. Deixe mais fino passando um rolo de macarrão, ou o próprio copo que usou pra cortar.

tortinha de pão de forma

3.  Passe um pouco (pouco mesmo)de margarina em um dos lados.

4. Coloque em forminhas de cupcake, com o lado com margarina encostando na forminha. Eu usei uma máquina de cupcakes, e a dica pra quem também for usar é colocar o pão de forma com ela ainda fria, pra poder encaixar bem sem se queimar. Coloquei dobradinha primeiro e depois pressionei para abrir as laterais.

como fazer trouxinha de pão de forma

5. Recheie como quiser, se quiser o recheio quente. Se preferir o recheio frio deixe pro final. Dessa vez eu usei Nutella.

cestinha de pão de forma com nutella

6. Asse até ficar douradinho. Como eu usei a máquina de cupcakes, fui olhando conforme ela apagava a luz, levou uns 10 minutos. Você pode fazer no forno normal, é só olhar de vez em quando também.

7. Retire das forminhas e finalize como quiser. Eu coloquei os morangos no final porque não queria eles quentes. Quando fiz o de doce de leite com banana coloquei a banana antes porque queria quente e derretidinha.

cestinha pão de forma nutella morango

Está pronta sua tortinha de pão de forma! Uma sobremesa rápida, fácil, bonitinha e muito gostosa!

 

PS: pra não desperdiçar o pão que foi cortado minha dica é picar em pedaços menores, assar e usar como croutons pra salada!

Cinco destinos para quem ama chocolate

Cinco destinos para quem ama chocolate

chocolate

É fã de chocolate? Está sempre pensando na próxima viagem? Sabe quais seriam os cinco lugares mais legais para qualquer chocólatra se deliciar? Calma, não é concurso de nenhuma marca de chocolate… São dicas de destinos para conhecer mais sobre o tão querido chocolate! Alguém me mandou ou me marcou nesse link, já não lembro bem, mas salvei nos favoritos para ler depois, e achei que valia compartilhar as dicas.

Oaxaca – México

Se você quiser fazer uma viagem pela história do chocolate, a primeira parada deve ser Oaxaca, charmosa cidade mexicana que herdou – e transformou – o consumo do cacau de seus antepassados.

De fato, a cultura da cidade está intimamente ligada ao ingrediente. Oaxaca é repleta de casas de chocolate, que produzem os doces com grãos cultivados localmente. Não deixe de experimentar o famoso chocolate quente, que pode ser incrementado com pimenta e outras especiarias, e o Mole Poblano, um molho bastante usado na culinária mexicana que leva chocolate na receita.

A Rua Francisco Xavier Mina, perto do Mercado Central, é a verdadeira meca do chocolate. Ali, os maiores produtores do país, como Mayordomo e La Soledad, mostram o processo de fabricação dos chocolates e seus derivados para quem quiser ver.

Zurique – Suíça

Se os povos da América Central foram responsáveis por descobrir e cultivar o cacau, foi na Europa que o chocolate se transformou no doce que conhecemos e amamos. Os suíços tiveram a genial ideia de incluir o leite na receita e o que já era bom ficou irresistível.

Em Zurique, é possível fazer um tour guiado pela centenária fábrica da Lindt & Sprüngli, uma das marcas de chocolate mais renomadas do mundo, com direito à degustação dos doces e comprinhas com preços mais acessíveis. Outro point da cidade é a doceria Sprüngli, fundada em 1836.

Se a ideia for conhecer o chocolate suíço para além das marcas mais famosas, vale a pena conferir a Confiserie Honold, fundada em 1905, que oferece mais de 50 variedades de chocolates e trufas de primeira classe.

Guayaquil – Equador

Até o início do século XX, o Equador era o maior exportador de cacau do mundo. Hoje, ocupa a primeira posição na exportação de grãos especiais, de altíssima qualidade, que abastecem o mercado dos chocolates finos.

Em Guayaquil, cidade ao sul do Equador, é possível acompanhar toda a linha de produção do chocolate, assim como fazer um passeio pelas plantações de cacau que cobrem a região. Para provar a iguaria local, recomendo uma visita ao restaurante La Pepa de Oro, que serve um dos melhores chocolates quentes do país e cuja decoração remonta a história do cacau no Equador.

Outra atividade para os chocólatras é um tour pela Rota do Cacau, que passa pelas províncias de Guayas, Manabí e Los Rios, principais produtoras de cacau no país. Nesse passeio, os visitantes aprendem sobre o processo de preparação dos grãos para exportação, desde a fermentação e secagem até a embalagem.

Bruxelas – Bélgica

Verdade seja dita: o chocolate belga é um dos mais amados do mundo! E isso não acontece à toa. A Bélgica é daqueles lugares que respira chocolate, com uma produção anual de 170 mil toneladas do doce em mais de 12 fábricas, além de 16 museus e mais de 2000 lojas especializadas no doce. E Bruxelas, como boa capital, consegue reunir o que há de melhor no assunto.

A parada indispensável é a Praça Grand Sablon, onde as grandes lojas estão. Neuhaus, Godiva, Leonidas, Wittamer e Pierre Marcolini são alguns exemplos do que se pode encontrar por lá. Quem quiser se aprofundar no assunto pode visitar o Choco-Story, museu sobre chocolate que fica pertinho da praça.

Os belgas consomem anualmente 8,5kg de chocolate por pessoa e estão em 5º lugar no ranking dos mais chocólatras. Por que será?

Colônia – Alemanha

Quem pensa que o talento dos alemães se restringe a cerveja está muito enganado. Além de ser o segundo país que mais consome chocolate, a Alemanha também domina a arte de produzir a iguaria.

A cidade de Colônia, que fica a 600 quilômetros de Berlim, abriga o World of Chocolate Museum, que conta a história do alimento e sua relevância cultural em uma exposição bem interativa e dinâmica. Dentro do museu há ainda uma escola, dirigida pela marca suíça Lindt, na qual os visitantes aprendem a arte do chocolate com o mestre chocolatier do museu.

Embora as marcas Milka e Kinder Schokolade sejam as mais famosas da Alemanha, Colônia oferece outras opções deliciosas, como a Stollwerck Chocolate Company, que produz chocolates finos desde 1839, e a Coppeneur, fabricante de chocolates artesanais.

 

Muito legal né? O texto e as fotos são todos desse site.

Cheesecake de Creme de Avelã – Ou a sobremesa mais fácil e deliciosa do mundo!

Cheesecake de Creme de Avelã – Ou a sobremesa mais fácil e deliciosa do mundo!

cheesecake fácil de creme de avelã

Pensa numa sobremesa deliciosa. Daquela que todo mundo suspira, elogia e repete. Agora pensa numa sobremesa fácil de fazer. Mais fácil ainda. Sim, que até a pessoa mais preguiçosa e inexperiente na cozinha consegue fazer. E se juntar as duas coisas? Cheesecake de Creme de Avelã! Juro que essa é a sobremesa mais maravilhosa e ridiculamente fácil! Mesmo sabendo cozinhar muito bem essa foi a sobremesa que minha avó fez no Dia dos Pais. Eu não sou muito fã de cheesecake, então ela estava me dizendo que era uma torta. Só depois que eu provei e adorei é que ela me disse como tinha feito… O sabor do creme de avelã se sobressai e o cream cheese só dá a consistência mesmo.

Claro que o creme de avelã mais conhecido é a Nutella, mas existem outras marcas. Nesse caso estou usando o termo creme de avelã e não a marca Nutella justamente porque foi feito com outra marca. Minha avó disse que usou um que ela achou no supermercado Dia (em São Paulo, não sei se tem em outras cidades…), da marca deles mesmo, e gostou bastante porque achou menos oleoso.

Ingredientes:

Base
2 pacotes de biscoito Negresco (ou Oreo)
1/2 pacote de biscoito de maizena
2 colheres de sopa de margarina

Creme
200g de creme de avelã
200g de cream cheese

Como fazer:

Triture os biscoitos (não precisa tirar o recheio), pode ser no liquidificador (se o seu aguentar), no mixer, ou até “na mão”, colocando em um saco plástico ou em um pano de prato e batendo, ou amassando com um rolo. Derreta a margarina e misture com o biscoito triturado. Vá colocando e apertando essa mistura no fundo da forma (se for de fundo falso melhor).
Misture bem o creme de avelã com o cream cheese até ficar um creme homogêneo, bem misturadinho, cheiroso e delicioso.
Coloque esse creme por cima da base de biscoitos e leve pra geladeira. Deixe gelar por pelo menos 4 horas, mas o ideal é de um dia pro outro.
Desenforme na hora de servir e decore se quiser.

Sugestões de decoração: morangos, calda ou ganache de chocolate, chantilly, geleia de frutas, avelãs picadas, raspas de chocolate, biscoito igual da massa cortado no meio…

Minha avó acabou nem decorando, atacamos do jeito que estava (e já estava muuuito gostoso).