Bolo de Laranja

Bolo de Laranja

bolo de laranja

Outro dia minha tia (a mesma do Brigadeirão de Microondas) fez um bolo de laranja, simples, mas delicioso, fofinho e molhadinho. Aquele que tem bem cara de fim de tarde de domingo, pra comer tomando um café, ou um chá bem gostoso (o meu gelado, por favor) sabe? Ela me mandou as fotos e a receita, que eu guardei pra poder compartilhar com vocês. Quem também quiser ver sua receita por aqui pode me mandar no receitas@oquetemdesobremesa.com.br, que posto sempre com os devidos créditos e links!

Ingredientes:

Pro Bolo
4 ovos
2 laranjas (suco)
1 xícara de açúcar
1 xícara de óleo
2 xícara de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento
Uva passa a gosto (opcional)

Pra calda
2 laranjas (suco)
6 colheres de sopa de açúcar

Modo de preparo:
Bata no liquidificador os ovos, o suco de laranja, o açúcar e o óleo.
Com uma espátula ou colher misture a farinha de trigo e o fermento.
Por último junte as uvas passas, caso queira.
Coloque em uma forma untada com óleo e enfarinhada.
Leve ao forno pré aquecido (180 graus) por cerca de 35 minutos, ou até espetar um palito e ele sair limpo.
Desenforme ainda quente e regue com o suco de laranja misturado com açúcar.

receita de bolo de laranja

Já vi algumas variações de receita de bolo de laranja, colocando a laranja inteira no liquidificador (sem as sementes, claro), ou só raspas da casca. A calda também tem suas versões, sei de gente que engrossa um pouco no fogo antes de colocar no bolo, às vezes acrescentando margarina, ou que faz uma camada de açúcar (normal ou de confeiteiro) e depois joga o suco de laranja, fazendo uma casquinha bem gostosa.

Qualquer que seja a opção de bolo de laranja que você escolher, tenho certeza que ficará uma delícia! E quando for a hora de tirar do forno a casa estará toda com um cheirinho super convidativo…

Memórias e Bala de Gelatina

Memórias e Bala de Gelatina

bala de gelatina haribo

Acho que balas são os primeiros doces que as crianças consomem né? Eu pelo menos tenho várias memórias de infância com balas… a festa que era alguém comprar bala e dividir com os amigos; nas feiras de ciências na escola o prêmio pra quem acertasse as perguntas no final era sempre uma bala; um menino mais velho que era apaixonadinho por mim e pra me conquistar me dava bala quase todo dia (menino esperto esse, mas não, não funcionou); ir na feira com a minha vó e torcer pra ela chegar até o final que era onde tinha a barraca de bala (devia ter outras coisas na barraca, mas só me lembro das balas); me achava super rica quando pedia o troco em bala, porque naquela época eram bem baratinhas então sempre vinha um mooonte de bala; engasgar com bala Soft era um clássico, tanto que depois mudaram o formato; um amigo do meu pai que sempre tinha um estoque de Frumello; cortar o cabelo e ganhar pirulito (é quase bala, vai); a guerra que era quando estourava o bexigão cheio de doces em festas de aniversário; arrancar dente de leite que já estava mole com bala de leite, tipo caramelo; a diversão que eram as lojas que você pegava o seu saquinho e enchia de bala de gelatina com formatos e sabores super diferentes…

Era aí que eu queria chegar. Lembrei tudo isso tentando pensar quando eu tinha conhecido essas balas de gelatina com formatos diferentes. Foi nessas lojas que surgiram nos anos 90, quando eu tinha acho que uns 10 anos. Até então só conhecia bala de goma daquela redonda, de tubinho, ou a que parece um morrinho, coberta de açúcar, ou a que parece um feijãozinho, que eu chamo de jujuba. Essas lojas eram um paraíso de açúcar, vários tubos, cada um com uma bala de cor, formato e sabor diferentes (banana, melancia, coca-cola, ácidas…) e você pagava por peso. Foram uma febre, diminuiu muito e agora parece que está retomando fôlego, tenho visto algumas por aí.

Eu não me lembro qual era a marca das balas na época, se é que tinha. Hoje a que mais conhecemos por aqui é a espanhola Fini, mas no mundo acho que a principal é a alemã Haribo (site de Portugal, porque não tem do Brasil). Foi a Haribo que em 1922 criou os famosos Gummies, que são as balas de gelatina com formato de ursinho! Elas foram inspiradas nos “ursos bailarinos” da época medieval, que devidamente presos e treinados ficavam dançando em praça pública pra entreter o povo. Atualmente são diversos formatos e sabores, como essas “chupetinhas” da foto, que eu achei no armário hoje e inspiraram o post. Só uma dica, como eles evitam usar corantes artificiais sugiro não tentar ler a lista de ingredientes! Claro que não afetam o sabor, mas saber que as balas podem ter espinafre, urtiga ou sabugueiro não é muito legal para pessoas influenciáveis.

Receita de Mousse de Chocolate

Receita de Mousse de Chocolate

receita de mousse de chocolate olivier anquier

Eu amo Mousse de Chocolate, mas sempre tive preguiça de fazer… Uma vez estava morrendo de vontade e resolvi me arriscar. Procurei na internet e achei a receita de mousse de chocolate do Olivier Anquier, com vídeo e tudo. Ficou muito gostosa, mas como isso já tem algum tempo (por sorte o Super Colaborador sempre gostou de tirar foto das nossas gordices e guardei essa) com certeza eu esqueci da parte difícil e guardei só a lembrança boa. Na verdade acho que ela é mais trabalhosa do que complicada, e sério, se eu consegui fazer, qualquer um consegue! Pode tentar sem medo! Vou colocar a receita igual a dele, e depois faço os meus comentários. Recomendo que vejam o vídeo também.

Ingredientes:

250g de chocolate amargo raspado

250g de manteiga

100g de açúcar

5 ovos

Canela em pau

1 pitada de sal

 

Modo de preparo:

Coloque em uma panela o chocolate, a manteiga e dois pedacinhos de canela em pau. Deixe em banho maria e mexa até o chocolate derreter e se incorporar com a manteiga.

Separe as gemas das claras dos ovos. Bata as gemas com o açúcar até a mistura clarear. Bata as claras em neve com um pouco de sal.

Quando o chocolate estiver derretido misture aos poucos com as gemas, sem parar de mexer.

Por último incorpore as claras, sem bater, fazendo movimentos suaves de cima para baixo com a colher.

Coloque na geladeira sem cobrir e deixe por pelo menos 4 horas antes de servir.

 

Minhas observações:

Usei o chocolate só picado e não raspado.

Usei margarina ao invés de manteiga, sei que dá diferença no resultado, mas fica bom também.

No vídeo ele bate as claras na mão, eu bati na batedeira mesmo, porque haja braço né!

Pra mim uma das partes mais importantes é a hora de misturar o chocolate derretido com as gemas batidas. Porque é aí que as gemas vão “cozinhar” com o calor do chocolate, é legal observar direitinho como ele faz, colocando devagar e sem parar de mexer.

A parte de misturar as claras também é bem importante, assim como em um bolo, porque é o que vai garantir o aerado da mousse, então delicadeza é fundamental!

Essa é a receita de mousse de chocolate, dá um pouquinho de trabalho, mas não é tão difícil e garanto que o resultado vale muito a pena!!!

Cheesecakeria Café

Cheesecakeria Café

cheesecakeria café campinas

Na semana passada uma amiga estava em Campinas (SP) e me mandou uma colaboração pro O Que Tem de Sobremesa Por Aí?, o cheesecake da Cheesecakeria Café. O comentário junto com a foto foi o seguinte: “É sem dúvida o melhor que já comi em toda a minha vida, e olha que já comi o da Cheesecake Factory!” Eu não sou uma profunda conhecedora de cheesecakes, mas sei que essa rede americana é famosa e sempre ouvi dizer que é muito boa. Sei que tem em São Paulo, mas nunca me animei de ir conhecer.

A verdade é que eu não gosto de cheesecake, muito provavelmente pela associação que faço com uma torta de ricota muito ruim que comi uma vez… acabo achando parecido. Eu já estava pensando que esse acho que eu experimentaria quando ela disse que é bem suave, mais adaptado ao paladar brasileiro, aí ela me conta que além do tradicional você pode escolher de doce de leite ou de Nutella! Ah gente aí é covardia né… Pois piora!

Minha grande tristeza por não gostar de cheesecake é pelas caldas, são sempre tão lindas e tão gostosas que as vezes pego só a calda do prato de alguém hehe. E lá na Cheesecakeria Café a minha amiga contou que depois de escolher entre as três opções de cheesecake você ainda tem várias opções de calda. Ela não contou, mas deve ter umas dez!!! É muita opção pra uma pessoa indecisa como eu! Ficaria horas pra escolher com certeza… Aliás, ficarei, porque entrou pra minha listinha de lugares que quero conhecer!

Acho que consegui entender porque o Cheesecakeria Café é parada obrigatória pra ela sempre que vai pra Campinas! Se você estiver por lá também não deixe de conferir e me contar o que achou! O endereço é Rua Coronel Quirino, 1733 – Cambuí – Campinas, SP, e você também pode babar um pouco nas fotos do Facebook e do Instagram antes.

Cia do Mel – Entrevista

Cia do Mel – Entrevista

cia do mel

A Cia do Mel foi a segunda empresa que me mandou doce para experimentar logo no começo do @oquetemdesobremesa, depois de eu relatar a decepção com um pão de mel ruim que comprei. Eles são de Campinas e me mandaram os pães de mel por correio. Chegaram inteiros e em uma embalagem super linda, preta com laço pink! O chocolate por fora era bem durinho, quase como um bombom de pão de mel. O recheio era leite condensado cozido, ainda bem molinho, muuuito gostoso! Convidei a Catie pra responder a entrevista e adorei a história dela, principalmente porque nutricionistas costumam ser tão radicalmente contra açúcar e ela resolveu trabalhar justamente com doces!

1 – Por que escolheu trabalhar com doces? Conte um pouco da sua história, por favor.
Quando pequena, o livro que eu mais gostava era João e Maria. Aquele que se perderam na floresta e encontraram uma casa cheia de doces. Eu ficava imaginando como era gostosa essa casa…cresci e me formei em nutrição. Trabalhei em algumas empresas mas os doces não saiam da cabeça. Um belo dia testei uma receita de pão de mel e presenteei algumas pessoas. Hoje, quase 3 anos depois, minha agenda está cheia!!! Cada dia é um prazer produzir os pães de mel..

2 – Você come tudo que faz? Com que frequência?
Sempre pesquiso muito a respeito do assunto. E, como nutricionista, degusto o produto final para saber se está dentro do padrão.

3 – Qual foi a melhor sobremesa que você já comeu? E a pior?
Adoro sobremesas, fica bem difícil escolher uma que eu mais gostei.

4 – O que sempre tem de sobremesa pra você?
Sempre tenho de sobremesa meus pães de mel. Em todos os formatos e sabores.

Quem quiser conhecer mais sobre a Cia do Mel e seus pães de mel deliciosos pode entrar no blog, no Facebook ou no Instagram deles!