Receita: Pavê de Bis

Receita: Pavê de Bis

Pavê de Bis

Aproveitei que na semana passada pedi a receita do Bolo Gelado de Coco pra mulher do meu pai e já peguei mais algumas! Essa é a de Pavê de Bis, que fez parte da minha maratona de sobremesas no Natal e a foto apareceu no @oquetemdesobremesa. É uma receita bem fácil e que pode ser adaptada com outros ingredientes no lugar do Bis. Acho que deve ficar gostosa com praticamente qualquer bombom ou chocolate recheado, tipo Twix, Kinder Bueno, Reese’s…

Ingredientes:

1 caixa de Bis ao leite

1 caixa de Bis Laka

2 latas de leite condensado

2 latas de creme de leite

2 envelopes de gelatina incolor sem sabor

1 barra de chocolate meio amargo

Modo de fazer:

Leve ao fogo médio 1 lata de leite condensado, 1 lata de creme de leite e 1 envelope de gelatina incolor sem sabor e mexa até o creme engrossar. Esse é o creme branco, reserve.

Leve também ao fogo médio agora a outra lata de leite condensado, a outra lata de creme de leite, o outro envelope de gelatina incolor e o chocolate meio amargo picado. Mexa novamente até engrossar. Esse é o creme de chocolate, espere esfriar um pouco.

Para montar o seu Pavê de Bis  em uma travessa intercale camadas de creme branco, Bis Laka, creme de chocolate e Bis ao leite. Finalize com Bis picado (pode ser um pouco dos dois).

Leve para a geladeira por algumas horas e sirva gelado.

 

Sei que nem todo mundo gosta de pavê, principalmente porque a bolacha ou qualquer outra coisa que intercale as camadas costuma ficar molenga. Eu particularmente adoro, mas preciso avisar que o Bis fica um pouco murcho em contato com a umidade dos cremes sim… Não afeta em nada o sabor, mas a consistência muda um tanto. Acho que o ideal é usar uma travessa com tampa e não deixar muuuito tempo na geladeira, umas 4 – 5 horas devem ser suficientes.

Quinta Mais Gostosa na Venchi

Quinta Mais Gostosa na Venchi

Venchi banana cremino

Agora é vez dos cariocas ganharem sorvete de graça! Aliás, sorvete não… Gelato! A Venchi vai fazer degustação de um novo sabor de gelato! As vezes chamamos tudo de sorvete, mas eles tem diferenças. Não sabe quais? Pra começar o gelato tem 25% de ar, enquanto o sorvete tem mais de 50%. O gelato é feito com leite tipo A e tem menos gordura do que o sorvete tradicional. Por último a temperatura do gelato é um pouco mais alta, e ele não chega a congelar como o sorvete. Interessante né?

O gelato nasceu em Florencia, na Itália, quando o imperador romano Nerone mandou buscar gelo e neve das montanhas para misturas com frutas frescas, no século I. Só depois no século XVI, no casamento de Maria de Medice, é que o gelato como conhecemos hoje surgiu.

A Venchi é uma gelateria originalmente italiana. A primeira unidade foi fundada em Milão, em 1878! De lá pra cá já são 57 unidade da gelateria e chocolateria pelo mundo. No Brasil eles chegaram em 2013, com a primeira loja no continente americano, no Rio de Janeiro. Atualmente são três unidades no RJ e uma em São Paulo*.

Agora que vocês já conheceram um pouco sobre o gelato e sobre Venchi devem estar querendo saber é do gelato de graça que eu mencionei lá em cima né? Pois bem, na próxima quinta-feira, dia 30, vai ser dia de Quinta-Feira+Gostosa na Venchi, com degustação gratuita do novo sabor: Banana Cremino! O Cremino é uma receita original da Venchi, feita em camadas cremosas, que combina a intensidade do sabor da avelã com uma delicada camada de gianduia de amêndoa. Ficou com vontade?? Então é só se inscrever em uma das lojas da Venchi do Rio de Janeiro (a degustação vai ser só nas lojas do RJ, não vai ter em SP) ou mandar um e-mail para cadastrovenchi@gmail.com até o dia 29, quarta-feira.

Dica: vale ficar de olho no Facebook deles pra saber das próximas Quintas mais Gostosas!

 

* Endereços

Rio de Janeiro

Rua Dias Ferreira 217, loja A, Leblon.
Telefone:(21) 3596-5170.

Avenida das Américas, nº 4.666 – Loja 111B – Barra da Tijuca.
Telefone: (21) 3387 0570.

Ipanema – Rua Visconde de Pirajá, 540 – Ipanema.
Telefone: (21) 2512-5989.

 

São Paulo

Rodovia Hélio Smidt, s/n, segundo andar, terminal três, Cumbica, Guarulhos.
Telefone: 2445-7795.

 

Benditto Brigadeiro

Benditto Brigadeiro

Benditto brigadeiro

A Letícia da Benditto Brigadeiro teve um super incentivo da avó quando era adolescente para vender doces e começar a ganhar o seu próprio dinheiro. Tentou seguir outra carreira, como contadora, mas a vontade de trabalhar com doces falou mais alto. Ainda bem, porque os brigadeiros dela são realmente muito gostosos!

1 – Por que escolheu trabalhar com doces? Conte um pouco da sua história, por favor.
Quando criança, entre meus 12 e 17 anos de idade segundo a minha avó, eu tinha que aprender e ver o quão difícil era ganhar o meu próprio dinheiro. Então, vendo que eu gostava de fazer doces, resolveu me incentivar comprando os ingredientes para que eu fizesse e vendesse, sem nunca cobrar nada pela matéria prima, somente para eu sentir a dificuldade. Aquilo me deixou com uma vontade muito grande de ter uma doceria, que por incrível que pareça, eu tinha muitos clientes, alguns ainda me perguntam dos doces.
O tempo passou e o destino me levou a procurar novos caminhos, entre eles o de ser Contadora.
Há mais ou menos dois anos sonhei que tinha uma brigaderia… era o desejo se aflorando novamente, embora eu já tivesse uma profissão regulamentada. Pois bem, não levei a sério.
Há cerca de um ano, fui visitar uns amigos, resolvi levar meus brigadeiros gourmet de presente e postei no facebook. Não poderia ter feito coisa melhor. Meus amigos amaram os brigadeiros e as pessoas começaram a encomendar, indicar e quando fui ver virou minha segunda profissão, mas com grande possibilidade de se tornar a primeira, porque amo brigadeiro, faço tudo com muito carinho, dedicação e muita satisfação.

2 – Você come tudo que faz? Com que frequência?
Sim, estou sempre comendo o que faço, para confirmar qualidade, sabor, etc. Mesmo porque eu não venderia nada que não comesse.

3 – Qual foi a melhor sobremesa que você já comeu? E a pior?
A melhor foi brigadeiro e a pior brigadeiro industrializado

4 – O que sempre tem de sobremesa pra você?
Com certeza brigadeiros gourmet de diversos sabores, chocolates e tortas de chocolate.

A Benditto Brigadeiro atende São Paulo e algumas cidades do interior também! Quem quiser saber mais pode entrar no Facebook ou no Instagram deles.

Bolo Gelado de Coco

Bolo Gelado de Coco

bolo gelado de coco

Sabe aquele bolo gelado de coco que tem gostinho de infância? Esse mesmo, que vinha embrulhadinho em papel alumínio e ficava em uma caixa de isopor com a decoração por cima pra cantar o parabéns… Que tal aprender como fazer? Uma amiga me pediu essa receita na semana passada e eu tive que pedir de novo pra mulher do meu pai* porque sei que ela já tinha me passado, mas não estava encontrando. Assim como essa amiga queria, imaginei que outras pessoas também podem gostar, afinal é uma delícia! Então anota aí:

Ingredientes:

Massa
6 ovos
3 copos de açúcar
4 copos de farinha
2 copos de água
2 colheres de sopa de fermento
(pode medir os copos com copo de requeijão)

Calda
1 lata de leite condensado
2 latas de leite (usar a lata de leite condensado para medir)
1 vidro de leite de coco.
1 pacote de coco ralado

Modo de preparo:
Em uma vasilha grande bata bem os ovos com a água.
Acrescente o açúcar, a farinha e o fermento.
Coloque a massa até a metade de uma forma untada (para não transbordar) e asse em forno médio pré aquecido por cerca de 30 minutos (depende do seu forno).
Bata o leite condensado, o leite e o leite de coco no liquidificador para fazer a calda.
Quando o bolo estiver frio corte em quadradinhos, passe na calda e em seguida no coco ralado.
Depois é só embrulhar no papel alumínio e manter na geladeira, afinal é um bolo gelado!

Eu me lembro desse bolo gelado de coco em aniversários embrulhado em papel alumínio assim como descrevi mesmo, mas a verdade é que ele é uma delícia e vale fazer em qualquer ocasião. A função do papel alumínio é manter ele gelado e molhadinho até ser servido, mas se for pra comer em casa mesmo nem precisa, pode só colocar a calda e o coco ralado por cima do bolo.

* Quem acompanha o @oquetemdesobremesa sabe que não gosto de chamá-la de madrasta porque acho que esse termo tem uma carga muito negativa e de má ela não tem nada! 😉

Macarons Decorados

Macarons Decorados

Assim como muitos outros doces a origem dos Macarons é disputada por italianos e franceses. Fato é que até o início do século XX eles eram somente biscoitos feitos com farinha de amêndoas, ovos e açúcar, até Pierre Desfontaines, da famosa Ladurée, ter a brilhante ideia de recheá-los! A partir de então eles passaram a ter o formato que conhecemos hoje, dois biscoitos redondinhos, com cores lindas, unidos por um recheio cremoso. Quer dizer, nem todos tem exatamente esse formato… Com alguma criatividade (e habilidade) é possível criar pequenas fofuras que dão até dó de comer!!! O mais importante numa sobremesa é ser gostosa, claro, mas se for bonitinha melhor ainda né? Escolhi alguns dos meus macarons decorados preferidos pra inspirar vocês, olha só:

 

macarons de joaninha

macarons fofos

macaron elefante

minions macarons

macarons elmo cookie

Macaron Boneco de Neve

Não são muito meigos?? As imagens eu peguei no Google e no Pinterest, mas o primeiro eu tenho quase certeza que é da Le Sucre du Patisserie, uma confeitaria da Indonésia que eu não lembro como achei, mas sigo no Instagram porque os macarons são muuuito fofos!