Receita de Tiramisu

Receita de Tiramisu

Tiramisu é uma das minhas sobremesas preferidas, e minha vó faz um maravilhoso! Há alguns anos ela descobriu que estava com diabetes, e começou a adaptar várias receitas, e essa, na minha opinião, é a melhor delas. Um pouco antes do carnaval recebi em São Paulo um kit lindo de Philadelphia e já logo pensei no Tiramisu! Combinei com ela que faríamos juntas no último domingo, já que eu estaria por lá. Os planos mudaram e eu acabei não indo almoçar com ela. Na segunda-feira pedi a receita pra tentar fazer sozinha, mas precisa de batedeira e a minha estava no Rio de Janeiro… Mesmo eu não tendo feito a receita posso garantir que ela é ótima, porque já comi várias vezes!

Ingredientes:

9 colheres de sopa de açúcar (ou adoçante culinário, a quantidade é a mesma)
3 gemas (ou 4 se o ovo não for grande)
1/2 xícara de chá de cream cheese (ou 1 copo de requeijão)
3 colheres de sopa de vinho tinto (vinho doce, do porto ou licor)
1 sachê de gelatina sem sabor hidratada em água
3 claras em neve (ou 4 se o ovo não for grande)
500 ml de chantilly (feito com creme de leite fresco)
Biscoito champanhe
Café forte (3 colheres de sopa de pó de café para 1 e 1/2 xícara de chá de água)
Cacau em pó

Modo de fazer:

Bata na batedeira o açúcar (ou o adoçante culinário) com as gemas até clarear bem. Minha vó faz essa parte em banho maria, porque não gosta de usar ovo cru, mas não é necessário.
Adicione o cream cheese, o vinho e a gelatina hidratada e bata novamente para misturar tudo. Reserve.
Bata o chantilly e reserve.
Bata as claras em neve.
Incorpore o chantilly e as claras em neve no primeiro creme, misturando delicadamente, pra continuar aerado.
Para montar você pode usar um refratário grande ou taças individuais.
Ponha uma colher de sopa de cacau no café forte e passe os biscoitos pelo líquido, só para umedecer. O biscoito champanhe absorve líquido bem fácil, se deixar muito tempo o sabor vai ficar muito forte e a consistência muito mole.
Agora é só montar como um pavê, alternando camadas de biscoitos e creme, deixando sempre creme por último. Pra finalizar polvilhe cacau por cima (no da foto ela colocou raspas de chocolate).
Deixe na geladeira por algumas horas antes de servir.

Vovó não é adepta de medidas e receitas assim, por isso não tem quantidade de biscoitos, de cacau… Mas o principal tem, e eu juro que essa receita de tiramisu é inesquecível!

Sejamos a Força do Bem!

Sejamos a Força do Bem!

Estava pensando sobre a força que algumas pessoas, principalmente as “diferentes”, tem que ter para enfrentar certas dificuldades. Sobre como as nossas atitudes podem fazê-las se sentirem deslocadas e inadequadas, dificultando até que elas mesmas se aceitem. Ainda que por despreparo e não por maldade podemos fazer comentários preconceituosos que entristecem e acabam com o dia de alguém. Aí me lembrei do oposto, de um Instagram que eu sigo no meu perfil pessoal que é o @temporarypeople. A ideia lá é contar pequenas histórias com momentos em que uma pessoa desconhecida cruza o caminho de alguém e torna pelo menos aquele dia mais Palavra Gentil Força Boafeliz. É muito legal ler aqueles depoimentos e ver o bem que um gesto cordial, um abraço, um conselho ou uma palavra podem fazer. É legal porque ela mostra quando os efeitos são positivos e fazem bem. Mas será que nossas atitudes e nossos comentários são sempre gentis assim? Do mesmo jeito que podemos fazer o mal sem intenção, podemos nos esforçar para fazer o bem conscientemente.

Na teoria é fácil, é só pensar em “não fazer aos outros o que não queremos que façam conosco”. Ninguém quer ser julgado, criticado, discriminado, e ainda assim julgamos, criticamos e discriminamos, principalmente quem tem o pensamento, a aparência ou o comportamento diferentes dos nossos. Cada um tem a sua história de vida, que é única, e vai interpretar as situações da sua maneira, de acordo com as suas experiências, com o seu repertório pessoal. Um mesmo comentário feito a duas pessoas pode gerar emoções completamente distintas. Ainda que seja com a mesma pessoa, se estamos em um dia bom podemos levar uma piada mais na boa e até rir, se já estamos fragilizados pelo acúmulo de outros acontecimentos podemos ficar irritados ou pior, magoados.

Aqui entra a autoestima, a opinião de cada um sobre si mesmo. Se ela está firme e forte, nenhum comentário negativo vai ser capaz de abalar a certeza que temos dos nossos valores, já os positivos serão sempre muito bem recebidos e a reforçarão. Agora, se ela já não estiver lá muito bem, não só qualquer crítica é potencializada e nos faz duvidar de nossos valores, como fica difícil acreditar que os elogios que recebemos sejam sinceros, isso quando os percebemos, porque nesse caso a tendência é identificarmos, acreditarmos e interiorizarmos somente os comentários negativos.

Ninguém tem uma luzinha indicadora de autoestima na testa, então não sabemos como está a de cada pessoa que cruza nosso caminho. As nossas palavras e as nossas atitudes podem ter muita força, tanto pro bem quanto pro mal. Se todos tentarmos ser sempre a força do bem, certamente faremos um mundo melhor e com menos sofrimento para que os que se sentem diferentes, excluídos e inadequados.

Como Fazer Bombons Caseiros

Como Fazer Bombons Caseiros

chocolate para bombons caseirosO Carnaval acabou… Sabe o que isso significa? Que a Páscoa está chegando!!! Pra te ajudar a entrar no clima vou falar hoje de bombons caseiros. Mas caseiros mesmo, pra você comer e no máximo dar pra família e amigos, não é pra vender.

Alguns anos atrás eu me empolguei fazendo bombons nessa época e foi bem divertido. Engraçado que quando eu fazia não conseguia nem comer depois por causa do cheiro, só queria saber de coisa salgada. Claro que no dia seguinte passava e eu comia boa parte da minha produção…

 

Você vai precisar de:

Forminhas variadas para bombom. Lojas de confeitaria e lojas de coisas para festa costumam ter.

Um recipiente de vidro fundo, ou um prato.

Espátula tipo pão duro.

Colheres pequenas (de preferência que caiba dentro do molde da forminha.

Papel laminado.

Chocolate.

Criatividade pros recheios.

 

Como fazer:

O primeiro passo é derreter o chocolate. O jeito mais correto de fazer é derreter em banho maria (no fogão, com água quente por baixo), controlando a temperatura, e depois dar choque térmico em mármore, também de olho na temperatura. O jeito caseiro é derreter no microondas, em um prato ou ou recipiente de vidro fundo, aos poucos. De trinta em trina segundos abra o microondas e mexa o chocolate com a espátula pra ver se está derretido. Às vezes o chocolate já derreteu mas mantém o formato, e quando você encosta ele mistura direitinho. Cuidado para não deixar mais tempo do que o necessário, porque chocolate no microondas queima!

Agora é só pegar as forminhas e colocar o chocolate! Para fazer bombom simples é só colocar o chocolate com os complementos e levar pra geladeira. Sugestões: flocos de arroz, castanha de caju picada, avelã, uva passa…

O bombom recheado tem algumas etapas. A primeira é colocar chocolate para preencher cerca de 1/3 do molde da forminha e girar a forminha até ele preencher toda a borda. Essa vai ser a casquinha. Deixe na geladeira por alguns minutos para firmar. Agora é hora de rechear, com ajuda de duas colheres pequenas vá colocando o recheio no meio, lembrando de deixar um pouco de espaço. Complete esse espaço que sobrou com chocolate de novo, e raspe com a espátula pra deixar lisinho. Nessa hora umas batidinhas com a forminha na mesa ajudam a fazer as bolhas de ar subirem e estourarem. Agora geladeira de novo, até a forminha ficar esbranquiçada, e o chocolate soltar com facilidade. Aí é só virar a forminha em cima da mesa ou bancada onde estiver fazendo. Alguns podem precisar de uma batidinha como incentivo pra se soltarem hehe.

Sugestões de recheio: Nutella (vale misturar um pouco de creme de leite pra ficar mais cremosa), brigadeiro, beijinho, brigadeiro rosa, café (pó de café solúvel diluído direto no creme de leite, não sei medidas, fui misturando e experimentando), doce de leite, ganache de chocolate ao leite, meio amargo ou branco… Vai do seu gosto e da sua criatividade.

No final é só embalar em papel laminado, que você deve encontrar na mesma loja que tiver as forminhas. Dica pra facilitar a identificação dos sabores depois: use um tipo de molde ou uma cor de embalagem para cada sabor.

Eu não sei a validade exata dos bombons caseiros, mas acho que os que eu fiz duraram cerca de um mês.

Receita de Brigadeirão

Outro dia eu postei a entrevista da Fabriga, que faz brigadeirões gourmet, lá ela diz que o brigadeirão é um doce esquecido (injustamente, claro) e eu lembrei que realmente era um doce que eu tinha comido na infância e depois passado muitos anos sem comer. Se você não viu pode ver aqui. Bom, o que eu conheci quando era criança era diferente do que ela faz, porque não era gourmet, era de microondas! A textura e o sabor são outros, mas também muito bons, eu adorava. Quem fazia pra mim era minha tia, e ela ainda faz, mas agora pros netos!

Então vamos a receita de Brigadeirão da Vovó Lucinha?

Ingredientes:

1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 xícara de chocolate em pó
1/4 de xícara de açúcar
1 colher de sopa de margarina
3 ovos

Modo de fazer:

Bata todos os ingredientes no liquidificador, lembrando de não colocar o leite condensado primeiro, se não ele “gruda” e não mistura direito. Como vai açúcar eu acredito que o chocolate em pó tenha que ser chocolate mesmo, e não achocolatado. Mas, se eu só tivesse achocolatado em casa acho que tentaria fazer sem colocar o açúcar.
Unte uma forma de furo no meio própria para microondas e coloque a mistura do liquidificador.
Leve ao microondas por 7 a 10 minutos na potência alta, o tempo depende do seu aparelho. Acho que alguns até já tem uma tecla própria pra brigadeirão, mas a de pudim também deve funcionar.
Pra ter certeza dá uma chacoalhada na forma, se ainda estiver mole é só deixar mais um minuto.
Deixe esfriar um pouco e desenforme quando estiver morno. Aí é só jogar granulado pra enfeitar e comer como preferir, ainda morno ou gelado deixando na geladeira algumas horinhas.

É bem fácil e bem gostoso! Aproveita e faz agora no carnaval, usa granulado colorido e já entra no clima!

Leite Condensado

Leite Condensado

leite condensadoLeite Condensado é um ingrediente mágico né? É só combinar com quaisquer outros ingredientes gostosos (e doces obviamente) que vira uma sobremesa gostosa, não tem erro! Eu brinco que é um item de primeira necessidade e que nunca pode faltar no armário, mas você sabia que ele foi inventado por necessidade mesmo??

Lá por volta de 1827 na França os produtores tinham dificuldade em transportar o leite até as cidades, porque muitas vezes ele estragava antes de chegar. Naquela época ainda não tinha a pasteurização, era leite puro e natural mesmo, logo muito perecível. O processo de adicionar açúcar e aquecer para retirar grande quantidade de água do leite, por evaporação, fazia com que ele durasse mais tempo. Assim era mais fácil pro produtor levar e pro consumidor guardar, já que também não tinham geladeiras. Depois era só misturar na água, igual leite em pó, e tomar como leite mesmo. Dá pra imaginar??

Em 1853 o empresário americano Gail Borden Jr levou esse método pros Estados Unidos, e lá começou a ser um processo industrial. Isso foi bem útil durante a Guerra Civil Americana, entre 1861 e 1865, porque o leite condensado era um alimento fácil de transportar e de armazenar e bastante calórico, suprindo a necessidade de energia dos soldados.

Depois da guerra o leite condensado foi chegando aos mercados e em 1871 já era possível encontrar aqui no Brasil, mas importado. Em 1921 a Nestlé inaugurou sua primeira fábrica brasileira, em Araras – SP, e adivinha qual foi o primeiro produto feito?? Na embalagem tinha o desenho de uma camponesa suíça carregando um balde de leite na cabeça, por isso ficou conhecido como o “Leite da Moça”. A Nestlé incorporou a ideia e em 1937 adotou o nome Leite Moça nas embalagens. Hoje temos várias outras marcas, mas há de se respeitar a primeira.

Agora você já pode explicar pra quem perguntar porque leite condensado é algo tão necessário! Além de ser porque ele faz brigadeiro, beijinho, pudim…